27 março 2010

Um ano sem Lei


Em 2010 a Graffiti não irá contar com o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Apesar da tristeza com o resultado consideramos legítima a decisão da comissão em diversificar o incentivo e auxiliar outras iniciativas. Nestes 15 anos de atividade a graffiti teve 9 projetos aprovados nas modalidades incentivo fiscal e fundo de incentivo à cultura, o que viabilizou a publicação da maioria das edições da revista, além da coleção 100% quadrinhos. O desafio agora é buscar novas estratégias para dar continuidade a proposta.

5 comentários:

DS disse...

Conseguir apoio empresarial para HQ no Brasil é uma pedreira - uma verdade ululante. Particularmente sou contra benefícios governamentais em qualquer área. E muito menos por muito tempo. Todavia se é para apoiar a cultura que não seja o óbvio, o comum ou mesmo o popular. A Daniela Mercury, o Kalypso etc não precisam de apoio - quem precisa é o novo ou o inovador. Que desafia e alimenta o estado da arte (em qualquer nicho). Acredito eu que a linha adotada pela Graffiti é um bom exemplo de iniciativas que valem a pena ser apoiadas pelo Estado. Uma pena a perda do incentivo, mas desejo sucesso pela busca de novos caminhos. Uma boa chacoalhada sempre é bom.

João Henrique Belo disse...

São os caminhos tortuósos de se publicar quadrinos no Brasil...
Bem, não sei o que estão planejando, mas olhando o site do Quarto mundo (coletivo de quadrinhos) percebi a força do coletivo e suas ideias também. Não sei realmente como eles conseguem recursos para suas estratégias, mas parece que funciona legal.
No mais, boa sorte nessa empreitada!!!

Volta Orelhão disse...

Eae galera, tudo bom?
Graffiti: arte ou vandalismo? ARTE!!!
Estamos na campanha para a Volta do Orelhão, e queremos dar mais vida para esse aparelho, e nessa filmagem decidimos falar um pouco da arte do Graffiti, no primeiro vídeo fomos até a Av. Paulista saber a opinião das pessoas em geral, e no segundo fomos até a garagem do artista Rui Amaral, que está há 30 anos no segmento, ficou muito boa a entrevista.
Vejam os vídeos e incentivem essa campanha, o Orelhão e o Graffiti são da rua, então porque não uni-los?
Graffiti é arte!
Entrem no nosso twitter ou no Blog (www.twitter.com/voltaorelhao , www.voltaorelhao.wordpress.com ) e dêem idéias de como poderíamos modernizar esses orelhões!

Jukinhaa disse...

como faz para mandar fotos de um desenhos de meu amigo pra vc divukga se vc gosta e claro mais como faz manda essa resposta no meu email... obrigado

Francisco Martins disse...

E ae turma! E agora, como faz?
Precisa de mão de obra. Sabe que nóis num garra! Tamo junto!
abs